Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dvd’

ENTREVISTA IL DIVO
DATA: 2.02.2012
AUTOR: Nick Milligan
TRADUÇÃO: Regina Vieira

Os excelentes rumos do Il Divo

IL DIVO: Carlos Marin, Urs Bühler, Sébastien Izambard e David Miller. O grupo se apresentará no Hunter Valley este mês.

Quando a personalidade da TV Simon Cowell abordou a estrela pop Francesa Sébastien Izambard para juntar-se a um grupo ópera crossover que ele estava criando chamado Il Divo, a reação do cantor foi simples.

“Eu pensei ‘de jeito nenhum’, disse Izambard de sua casa em Londres. “Eu não pensava ser algo certo para mim”.

Apesar de seu tremor – e sem treinamento clássico – Izambard aceitou o convite de Cowell para um teste.

Lá ele ouviu as vozes do baritono Espanhol Carlos Marin, do tenor Americano David Miller e do tenor Suiço Urs Bühler.

“Eu pensei que o som era um pouco estranho para mim – Eu não sabia como eu iria me adaptar, “ relembra Izambard.

“Mas por alguma razão quando nós começamos a cantar, algo mágico aconteceu. Algo que não tinha sido feito antes.”

“Eu acho que foi por isso que fiquei entusiasmado.”

“Nós encontramos um nicho para alguma coisa que não existia e por isso é fantástico fazer parte disso”.

Izambard juntou-se ao Il Divo, e Cowell, que estava dirigindo sua própria gravadora a Syco, tinha uma outra estória de sucesso em suas mãos.

Seu album auto intitulado de 2004, que incluia um popular cover de Toni Braxton “Unbreak My Heart”, transformou os quatro cantores num fenômeno global.

Até agora, Il Divo vendeu mais de 26 milhões de álbuns.

Em novembro o grupo lançou seu sexto álbum de estúdio, Wicked Game, com sua trilha título um cover de uma balada ardente de Chris Isaak.

Quando Cowell sugeriu a canção para a banda, Izambard tinha reservas.

“Eu amo a canção e eu pensei, ‘wow’, isto será (som) realmente, realmente estranho”.

“Mas nós fomos para o estúdio e a mesma surpresa apareceu; como em Unbreak My Heart oito anos atrás – combinou maravilhosamente bem.”

“Quando eu ouvi a demonstração com a combinação de nossas vozes, eu achei que ficou brilhante”.

Enquanto Wicked Game surgiu para combinar os arranjos vocais poderosos do quarteto Il Divo, Izambard admite que nem todas as canções particularmente funcionam para o grupo – assim eles frequentemente traduzem as letras para o Italiano.

“Em geral nós tentamos uma porção de músicas e algumas não entram no álbum” diz Izambard.

Nós tentamos “I don’t want to miss a thing” (do Aerosmith) e não deu certo.

“Poderia ser a tradução – nós tentamos uma canção de Christina Aguilera mas era muito prolixo e não funcionou.”

“Algumas vezes a magia não está ali – talvez seja apenas nós que não a encontramos, ou talvez ainda a canção que é assim”.

Este mês Il Divo viajará para a Australia para se apresentar, com um show marcado no Hope Estate nos vinhedos de Hunter Valley.

Izambard mau pode esperar – especialmente porque a Austrália tem um significado especial para ele.

Enquanto estava em turnê por aqui em Outubro de 2004, o cantor sucumbiu pela publicitária da gravadora australiana Sony BMG do Il Divo.

Izambard agora tem três filhos com a garota australiana Renee Murphy e diz que ele adoraria viver e trabalhar no país natal dela.

“Enquanto nós estivermos aqui em Fevereiro eu gostaria de tentar olhar as casas, “ revela Izambard.

“Em 2013 eu gostaria de tentar mudar para a Australia.”

Além dos planos de viajar em volta do globo, Izambard mantém seus olhos na televisão.

Ele se apresentou no palco em musicais e teatro e espera atuar mais adiante quando houver uma pausa na agenda do Il Divo.

“Eu tenho feito uma porção de aulas e aconselhamentos, porque eu realmente gostaria de atuar um pouco”, diz ele.

“Eu tenho estado na TV aqui na Inglaterra como juiz convidado e eu realmente, realmente gostei, então eu gostaria de fazer algo na TV na Australia.”

“Eu acho que nós todos gostaríamos de fazer alguns projetos individuais. Eu penso que é nossa meta – crescer como um grupo assim com pessoalmente.”

*Il Divo se apresentará no Hope Estate no Sábado, 18 de fevereiro, com ingressos disponíveis através do Ticketmaster.

O Maitland Mercury tem dois ingressos para distribuir na edição de quinta-feira.

Para ter chances de ganhar simplemente preencha o cupom anexo e retorne o para o escritório da Mercury até quarta-feira. Wicked Game agora disponível pela Sony Music.

Read Full Post »

ENTREVISTA SÉBASTIEN IZAMBARD
ASSUNTO: Wicked Game, novo álbum
DATA: 28.12.2011
TRADUÇÃO*: Regina Vieira

*A entrevista estava originalmente em holandês e a versão em inglês foi extraída do blog Night wants to forget.

Seguido do álbum “Wicked Game” que está agora nas lojas, Site-Showbizz fala com Sébastien Izambard do Il Divo

O concerto no Sportpaleis em Antuerpia está previsto para março, 29, mas o Wicked Game do Il Divo é o novo álbum já nas lojas. O quarteto de cantores internacionais tem trazido ópera desde 2004 de uma forma acessível e dá todos as canções pop favoritas um toque clássico. O barítono espanhol Carlos, o tenor Suiço Urs, o tenor Americano David e o cantor pop Francês Sébastien levam canções como “Don`t Cry for Me Argentina” e “Com Te Partiro” além e proporcionando novamente um tour vocal que os energiza.

Sébastien: “Este é o para mim o melhor álbum do Il Divo. Quando começamos a 18 meses atrás, nós náo tínhamos todas as canções ainda. Nós fomos para o estúdio e náo estávamos satisfeitos com o que nós fizemos. Nós convencemos a gravadora a não lança-lo. Felizmente, eles nos apoiaram e entenderam que seria inútil fazer um álbum que não estava no ponto. Então nós fomos para a Suécia, onde nós tivemos a canção “Wicked Game” e incluímos esta, e que deu ao projeto uma nova direção musical. É tudo mais intenso, profundo e masculino, mais carismático… Eu amo esta dimensão extra de obscuridade que nós náo tínhamos em nossa música. Consequentemente outras canções apareceram: “Stay” da irmã de Shakespeare, “Falling Slowly”do filme “Once”, “Come What May”do “Molin Rouge”…

Showbizz: “Como são escolhidos os covers?

Sébastien: “Nós os escolhemos num acordo com a gravadora. “Crying (Llorando)” foi uma sugestão de minha esposa. Nas séries “Prison Break” ela ouviu a versão de Rebekah Del Rio e ela apareceu com a idéia para a cantora como um dueto a ser incluído. Quando nós sugerimos para a gravadora, eles ficaram imediatamente entusiasmados. Assim como os outros n[úmeros, “Falling Slowly” foi uma idéia nossa, “Wicked Game” foi da gravadora… O ponto é que nós estávamos tentando fazer o melhor álbum, quem escolher qual canção não importa. É um trabalho de equipe para assegurar o melhor resultado”.

Showbizz: “Há alguma canção que voce gostaria de ser gravada e nós não teríamos esperaríamos?

Sébastien: “Nós adoraríamos colaborar com Eminen! Ou P!nK, Lady gaga… Colaborações que estão completamente fora de questão. Pessoas esperam que façamos dueto com Bocelli mas seria divertido trabalhar com algu[em não relacionado com o nosso mundo.”

Showbizz: “Além dos covers, vocês detem também material original. Quando criado, o que faz a canção ser uma canção Il Divo?”

Sébastien: “Apenas um grande canção que é a coisa mais importante. Nós náo estamos procurando por algo que nós achamos ësta é uma canção típica do Il Divo”. Náo há uma receita planejada mas nós sempre escolhemos canções cujas melodias são sucesso, as letras… É por isso que algumas vezes nós náo entendemos o que nós estamos cantando, mas invariavelmente nós traduzirmos nossas canções então nós sabemos sobre o que falam. Um exemplo perfeito é “Senza Parole”, um canção original baseada na “Monlight Sonata” (Sonata da luz da Lua). É realmente mágico e engraçado que as pessoas acham que será um cover. Não, é uma canção nova feita para nós!

Showbizz: “Voces já trabalharm com grande nomes: Celine Dion, Toni Braxton…”

Sébastien: : E Barbra Streisand!

Showbizz: “Como foi trabalhar com elas tão perto?”

Sébastien: “Algo que nunca é obvio. É ótimo! Você só precisa de um beliscão no braço e então nós imaginamos quão sortudo nós somos. Nós estivemos com tanto artistas talentosos… Assim como a algum tempo atrás , num show de TV na Inglaterra, O “The Royal Variety Performance”, e lá nós encontramos muitas pessoas. Hayley Westenra que é minha amiga, Pixie Lott, Cee-Lo Green, Nocle Scherzinger… É um grande bastidor de pessoas talentosas com a mesma paixão de te encontrar!”

Showbizz: “Vocês pertencem a lista de elite…”

Sebastien: “Eu não posso pensar em nós como lista de elite, mas nossa música parece pertencer a este circulo. Eu lhe disse, eu tenho convencido a mim mesmo que isso é real, porque eu nunca senti o que nós já fizemos. É um pouco como Coldplay, eu sempre ouço Chris Martin dizer para ter muito cuidado e obviamente encontrar o sucesso. Eu tenho o mesmo pensamento. Eu não acho que você possa descansar sobre seus louros e achar que você já conseguiu. Então você não está motivado? Tudo é ainda muito surreal para mim e eu aprecio cada momento.”

Showbizz: “Você certamente sabe que vocês tem muitos fãs leais.”

Sébastien: “Absolutamente, Aqui nós temos muita sorte! Nós estivemos a poucos dias atrás na Holanda e as pessoas penduraram postes do Il Divo. Nós temos fãs muito dedicados e eu ouvi que na Bélgica fizeram o mesmo! É inacreditável, há tantos outros artistas e as pessoas não nos esqueceram… É um cliché, mas elas são pessoas que fazem tudo ser possível, porque sem fãs, não há música, não há Il Divo! Especialmente agora “baixar musicas” ilegalmente. É uma doença que fará com que a música desapareça, primeiro os artistas pequenos e depois os grandes. É ótimo que nossos fãs respeitem nosso trabalho e nos apoiem comprando nossa música. Este é o melhor presente que você pode dar para um artista!

***

Artigo original em Holandes (Original article in Dutch – Naar aanleiding van het album “Wicked Game” dat nu in de winkel ligt, sprak de Showbizz-Site met Sébastien Izambard van Il Divo.)

Read Full Post »

ATENÇÃO! ATENÇÃO!
Esta é mais uma fantástica performance de Celtic Woman, parte do seu novo DVD, o Believe.

Saibam tudo a respeito desse lançamento no blog do Breno e da Duda, o CELTIC WOMAN BRASIL.

Vício! Vício!

Read Full Post »

Tardei, mas não falhei! Aí vai a entrevista de Urs Buhler à uma rádio suíça, dada semana passada. A Re traduziu já faz um tempo, fui eu mesma, Lizzie, quem demorou a postar. Desculpem!

Gostei bastante dessa entrevista, Urs tem um jeito muito humilde e franco de se expressar, é sempre muito, muito agradável de ler/ouvir.

Acho que todo mundo concorda comigo, não? Hahaha!

Um ótimo domingo a todos!

Beijos*

_____________________________

ENTREVISTA DE URS BUHLER
RADIO DRS 1
VERSÃO PARA ING – Fórum Oficial
DATA: 11.11.11
TRADUÇÃO PARA PORT: Regina Vieira

__________________

 RÁDIO SUÍÇA ENTREVISTA URS BÜHLER

__________________

OUÇA O ÁUDIO ORIGINAL AQUI

Entrevistador (E): Esta noite nós iremos lhes apresentar a um homem diferente – com incrível sucesso: Urs Bühler, um membro do Il Divo. O novo album lançado chama-se “Wicked Game” – e nós vamos ouvir a faixa título – “Wicked Game”.

E depois da música nós iremos ouvir a estrela mundial Urs Bühler – Oh Deus, ele não gosta quando digo isso. Vocês descobrirão porque em poucos minutos.

(Tocando Wicked Game)

E: Uma limousine preta com chofer – foi assim que ele chegou em nosso estúdio de rádio – Urs Bühler, um dos quatro integrantes do Il Divo. E se alguém agora está pensando que isso é arrogante, eu tenho que dizer “Não, não mesmo”. Um Urs muito relaxado e agradável está sentado aqui conosco no studio e quando eu perguntei-lhe sobre sua agenda e planos no momento, eu então percebi porque ele mesmo não tinha dirigido e porque do motorista.

Urs: No domingo nos fomos para Nova York, e pouco menos de uma semana de volta para Londres, de Londres para Australia e então para o Japão e depois para Los Angeles e de volta para …. e assim vai.

E: Desde que voce representa a Suiça geralmente para nós o mundo todo, eu queria saber – enquanto na Suiça, o que a Suiça parece? O que você diria sobre a Suiça? Por que alguém deveria vir para Suiça?

Urs: Porque a Suiça é um dos mais bonitos países no mundo todo.

E: Todo mundo fala isso sobre seus paises, aquele onde vivem.

Urs: Não, isso não é verdade. Se você fala para estrangeiros, aqueles que estiveram na Suiça, eles irão concordar de imediato e dizer, “Sim, a Suiça é realmente muito bonita”.

E: Mas seu colega da Espanha, Carlos Marin, talvez diria que a Espanha é o pais mais bonito.

Urs: Mas talvez há outras razões para isso. É claro que Carlos sabe o que ele gosta, por exemplo… ele é de Madri, a qual é uma grande cidade. Ele gosta da vida noturna e Deus sabe o que mais. Mas eu acho a Suiça, como um país, com os Alpes e os Lagos e o Jura, é simplesmente um país maravilhosamente bonito. E todo mundo que já visitou a Suiça como um turista concordadia. Eu nunca ouvi nada diferente.

E: Vocês tem exibições para o próximo ano 2012 – vocês tem muitas aparições, ao mesmo parece sob minha perspectiva como um apresentador de radio e não como cantos. 20 apresentações dentro de 30 dias – voce disse que isso é ‘normal’ .

Urs: Sim, bem há o aspecto finaceiro é claro. Porque, obviamente quando você sai em turnê voce tem todo um pessoal, voce tem que pagar todo mundo e quanto mais dias livres você tem, mais dias você tem que pagar sem estar tendo lucro.

E: Bem, mas basicamente é sobre vocês quatro no palco, vocês devem também se sentir confortáveis. Vocês têm que estar saudáveis, vocês tem que cuidar da própria voz, isso também é importante.

Urs: Sim, mas isso não é problema, é fácil. Você sabe, nós temos livre escolha, então nós podemos geralmente dizer o que nós queremos fazer, se nós cantamos em dois concertos seguidos, então nós gostaríamos do terceiro dia livre… então nós não queremos cantar no terceiro dia. E ocasionalmente você tem três concertos seguidos, mas…

E: Não é um pouco difícil vocalmente, três em seguida – e quatro então seria um problema real?

Urs: Sim, eu diria que seria. Então, três concertos seguidos é possível mas quarto seria um pouco difícil. Mas dependeria de quanta viagem haveria entre eles, se você está dirigindo um carro por duas horas, ou se você pega um voo de três horas, ou o que seja. E o dia todo gasto simplesmente viajando. E o ar condicionado e o hotel e Deus sabe o que mais. Depende mundo de tudo.

E. Você descansa? Você cuida da sua saúde?

Urs: Er, sim. Nós continuamos ouvindo que nós somos muito enfadonhos e nós não somos muito de ir a festas depois de um concerto. Mas infelizmente é assim que deve ser – deve, porque se você tem que cantar como nós cantamos nos concertos da turnê, então voce apenas tem que ir para a cama e dormir depois do concerto. E você não pode sair por ainda a noite toda e Deus sabe o que e ser indulgente consigo mesmo. Porque então você simplesmente não canta no dia seguinte.

E: Você fala Inglês na maior parte. O inglês agora se tornou sua língua principal?

Urs: Sim, há muitas razões para isso, é claro. Primeiro de tudo, nossa gerência e companhia gravadora estão localizadas na Inglaterra. Il Divo foi criada na Inglaterra, nós somos de quatro diferentes países, o Inglês é a única língua que nós todos falamos. Eu posso falar em francês com Sébastien, mas eu realmente não sei espanhol. Inglês é a única língua que nós quatro podemos realmente falar um com o outro. Minha esposa também é Inglesa.

E: Ela vai com você nas turnês? Onde vocês vivem na maior parte do tempo?

Urs: Nós estamos agora vivendo em Londres. E isso é especial – eu venho de Lucerne terra do inverno, de Willisau. Mas eu vivo na cidade porque é mais simples e prático profissionalmente.

E: Vocês quatro vivem em Londres então, então vocês podem ver um ao outro tanto quanto possível – Eu não sei, para ensaios, falar sobre objetivos – ou cada um vem de seu próprio pais?

Urs: Não, somente três de nós vivem em Londres, há apenas David que vive na América. Porque ele é Americano e ele apenas prefere estar em Nova York. Mas os outros tres vivem em Londres, mas é apenas coincidência realmente que nós estamos aqui.

E: Nós estávamos falando bastante sobre você e sua vida particular, mas nós gostaríamos de saber um pouco mais sobre você. Na parte dois nós estaremos falando sobre o que te assusta, por exemplo, ou se voce até mesmo gostaria de ter você mesmo como um amigo?

Primeiro, entretando, nós vamos ouvir uma outra faixa do novo album, “Come What May”. Que é o título de um filme com Nicole Kidman, Moulin Rouge. Por que vocês a escolheram?

Urs: Isso está muito conectado com Craig Armstrong, que arranjou a trilha sonoro do filme Moulin Rouge. E ele tem feito os arranjos para as canções para nós e havia um gravação de demonstração com o qual nós fomos ao estúdio e gravamos a canção. E novamente é uma estória interessante… porque eu não gostava da canção. Eu acho que era porque o cantor da gravação de demonstração tinha tentado imitar uma voz clássica mas não era realmente um cantor clássico, e então eu não gostei.

Mas nós fomos para o studio, nós a adaptamos para nossas quatro vozes, nós gravamos e em Agosto passado foi quando nós apresentamos o material do nosso novo álbum pela primeira vez no Coliseum de Londres – nós cantamos no palco e a usamos como uma abertura para toda a noite e foi incrível cantar. Eu realmente apreciei e sim, eu espero que vocês gostem também.

(Tocando Come What May)

E: Nosso convidado no estúdi é o mundialmente famoso tenor suiço e membro do Il Divo, Urs Bühler. Agora você está rindo – é embaraçoso quando eu digo isso? É?

Urs: Sim de fato, definitivamente é! Soa engraçado por qualquer razão! E especialmente por estar na Suiça e aqui : “mundialmente famoso”. Porque sim, apenas… uma jornalista disse isso prá mim muito recentemente, não há muitos cantores suiços mundialmente famosos! E que é… para mim muito estranho é claro que eu sou bem conhecido internacionalmente, mas não mais vivendo na Suiça. Em Londres é claro você tem pessoas famosas andando na rua – Jimmy Page do Led Zeppelin parado numa esquina de rua e coisas assim. Mas é apenas – sim, de qualquer forma quando eu estou aqui de volta na Suiça, a expressão “muldialmente famoso” tem um conotação totalmente diferente, sendo que eu não sou considerado como um diariamente mesmo se eu estou num trabalho internacional.

E: Então Jimmy Page diz para você, “Olá Urs como vai?”

Urs: Não, ele não me conhece ( Ri alto)

E: As pessoas em Londres conhecem você agora?

Urs: Bem, não. Nós somos relativamente anônimos. Agora eu acho que as pessoas nos reconheceriam se nós quatros estivessemos andando na rua vestidos de terno – sim. Mas do nosso jeito e com nossas roupas diárias, não.

E: Vocês são quatro homens, vocês se veem bastante – antes do concerto, depois do concerto, vocês tem muito a fazer um com outro – deve haver momentos emocionais. Como vocês verdadeiramente lidam com a crítica entre vocês mesmos? Digo, se por exemplo, depois de um concerto quando alguém esqueceu as palavras ou alguma coisa mais tenha acontecido. Vocês ficam zangados um com o outro? Como vocês resolvem isso?

Urs? Eu não diria a ninguém que ele cantou as palavras erradas ou o que quer que seja.

E: Alguma vez isso já aconteceu?

Urs: Sim! É claro. Acontece, alguém esquece uma linha, ou alguma coisa – depende. E é claro nós todos temos nossa próprio jeito de lidar com isso, você sabe? Um irá apenas rir disso, um outro canta “la la la” e o terceiro apenas ajusta em seu lugar.

E: O que você faz?

Urs: Eu? Eu tenho sorte que verdadeiramente eu raramente esqueço alguma coisa. Não, honestamente. E eu digo isso realmente sem qualquer tipo de arrogância. Eu realmente tenho sorte de não ter nada disso – de qualquer forma é apenas um talento meu que me foi dado no berço. Agora, quando eu tenho que aprender um texto, as letras de uma canção, por exemplo, normalmente uma vez que eu estou no estúdio e cantei-a algumas vezes, as palavras simplesmente assentam na minha cabeça. E eu realmente digo, eu nunca sentei em casa para decorar as letras. Elas entram na minha cabeça e ficam lá, muito obrigada!

E: É reamente extraordinário. Urs Bühler! Eu gostaria apenas de rapidamente encontrar algumas coisas pessoais sobre você. Do que você tem medo na vida?

Urs: Er… (longa pausa, suspiro!) Eu não tenho particularmente medo de nada. Eu acho que me preocupo com finanças – em geral. E realmente, não que eu tenha algum problema financeiro agora, mas eu às vezes penso que eu tenho tido muita sorte, que minhas finanças estão em ordem. E algumas vezes eu me preocupo, e apenas penso… que um dia eu terei que enfrentar o fato de um dia eu ter problemas financeiros novamente, se eu tiver que admitir isso, que eu não lido com esta boa sorte bem, que me foi dado desde o útero.

E: Mas uma pergunta pessoal. Você gostaria de ter você mesmo como um amigo?

Urs: Sim, eu creio que sou uma pessoa honesta e leal. Por exemplo, Eu ainda tenho amigos na Suiça que eu telefone talvéz duas vezes ao ano. Eu nunca tive um círculo de amigos onde nós gastaríamos uma hora de telefone três vezes por semana ou onde nós marcaríamos alguma coisa no fim de semana para conversar ou sair junto – Eu nunca tive isso. Eu sempre fui um pouco solitário. E sim, eu tenho a mim mesmo, eu tenho minha família e eu estou realmente contente com isso. Eu acho que eu não seria um mau amigo para mim mesmo… apenas um não muito próximo.

E: (risos) Urs Bühler, muito obrigado. Para terminar, nós ouviremos uma outra canção do novo álbum. Time to Say Goodbye.

***

_______________________________________

LEIA MAIS SOBRE O ÁLBUM WICKED GAME AQUI

Read Full Post »

O quartet classic Il Divo na cidade para promover seu novo álbum “Wicked Game”

The hilariously dirty side of Il Divo

.

O hilariante lado obscuro do Il Divo

ADELAIDE NOW
ASSUNTO: Il Divo
DATA: 9.11.2011
AUTOR: Cameron Adams
TRADUÇÃO: Regina Vieira

MEET the new Il Divo. The multicultural, multilingual, multi-million-selling band have lost the ties and the open collars reflect a new looseness.

Encontramos o novo Il Divo. A banda multi cultural, multi lingual e vendas multi milionárias perdeu as gravatas e com o colarinho aberto reflete uma nova postura mais relaxada.

American David Miller says they joke about filming a Hard Day’s Night-style movie about their behind-the-scenes antics.

O Americano David Miller diz que eles brincam sobre produzir um filme estilo “Hard Day’s Night” com suas cenas engraçadas nos bastidores.

“The four of us are really stupid,” Miller says. “Our mentality debases into locker-room humour, our brains turn into children’s brains. I get particularly dirty. If someone could capture it on film, it’d be hilarious.”

“Nós quarto somos realmente estúpidos”, diz Miller. “Nossa mentalidade se reduz a comédia de vestiário, nossos cérebros tornam-se cerébros de crianças. Eu particularmente entro na baixaria. Se alguém pudesse captar isso num filme, seria hilário.”

“People think we’re really serious,” Frenchman Sebastien Izambard says. “We’re the opposite of that.”

“As pessoas acham que nós somos realmente sérios,” diz o francês Sébastine Izambard. “Nós somos o oposto disso”.

Their sixth album Wicked Game arrives when at a time when it is difficult to sell music – the band wound up flogging it on the US home-shopping network QVC last month.

O sexto album Wicked Game chega num período que é difícil vender música – a banda acabou de fazer propaganda na casa de compras on line QVC mês passado

“We sold 10,000 albums in 20 minutes,” Izambard says. “There’s very few TV shows that have music on them any more.”

“Nós vendemos 10.000 álbuns em 20 minutos,” Diz Izambard. “Há muito poucos Show the TV que tem música incluída”

“We should set up a residency on QVC,” Miller jokes.

“Nós deveríamos fixar residência no QVC,” brinca Miller.

Wicked Game continues their move into more interesting cover versions. As well as the Chris Isaak title track, there’s Stay by Shakespear’s Sister, Roy Orbison’s Crying and The Frames’ Falling Slowly. All sung in either Italian or Spanish.

Wicked Game continua sua trajetoria para versões covers mais interessantes. Assim como a canção título de Chris Isaac, há Stay irmã de Shakespeare, Crying de Roy Orbison’s e The Frames Falling Slowly. Todas cantadas em Italiano ou Espanhol.

“The initial concept of Il Divo is to give pop music an operatic-ness, a sense of exoticism,” Miller says.

“O conceito inicial do Il Divo é dar a música pop um ar clássico, um senso exótico”, diz Miller.

“(Record label boss) Simon (Cowell) really does feel that having things in a foreign language adds something for Il Divo. Originally every song for this album was Italian and Spanish. We have big markets who need at least one bone thrown to them with a song in English. So they listened to us – Time to Say Goodbye is half-Italian half-English, Don’t Cry for me Argentina is full English.”

“(O chefe da gravadora) Simon (Cowell) realmente sente que ter coisas em outra língua acrescenta algo ao Il Divo. Originalmente cada canção deste álbum era em italiano ou espanhol. Nós temos um mercado grande que precisa de pelo menos uma isca jogada para eles com uma canção em Inglês. Então eles nos ouviram – Time to say Goodbye é metade italiano metade ingês, Don’t cry for me Argentina é toda em inglês.”

Izambard’s Australian wife Renee chose the Orbison number Crying. “She suggested it to the record company for album three,” Izambard says. “I remember it was a no. I kept sending the same songs over and over to the record company. Renee has a good nose for that, she knows the band.”

A esposa australiana de Izambard escolheu a canção de Orbison Crying. “Ela sugeriu-a para a gravadora para o terceiro álbum,” diz Izambard. “Eu lembro que foi um não. Eu continue mandando a mesma canção seguidamente para a gravadora. Renee tem um bom faro para isso, ela conhece a banda.”

Izambard has been writing songs outside Il Divo, including work with Darren Hayes. He is also taking acting classes in London, and is looking for an agent in Los Angeles.

Izambard tem composto canções for a do Il Divo, incluindo trabalhos com Darren Hayes. Ele também tem tomado aulas de atuação em Londres, e está procurando por um agente em Los Angeles.

“English not being my first language, it’s harder,” he says. “Sometimes I want to give up, but I want to pursue it. I could see myself as a Hugh Grant type, doing romantic comedies. I’m not Robert De Niro.”

“Inglês não é minha primeira língua, é mais dificil”, diz ele. “Algumas vezes eu quero desistir, mas eu quero perseguir isso. Eu poderia me ver com um tipo Hugh Grant , fazendo comédias românticas. Eu não sou Robert De Niro”.

The foursome will tour Australia in February, with a back-to-basics stage show after their over-the-top last tour was the brainchild of Kylie Minogue’s stage designer William Baker. “It was fun, but it ended up feeling a little bit stagey, very artsy,” Miller says. “We realised it stands on its own, it doesn’t need a whole lot of theatricality. Less is more.”

O quartet fará turnê na Austrália em Fevereiro, com um show de volta as bases depois da grandiosa turnê passada que foi idealizada pelo designer de Kylie Minogue William Baker.

“Foi divertido, mas terminou com um sentimento um pouco teatral, muito rebuscado”, diz Miller. “ Nós percebemos por nós mesmos, não é necessário um pacote exagerado. O menos é mais”.

Read Full Post »

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pessoal,

Muito interessante este prefácio, que imagino eu, deve constar no tal livro de fotográfias que está incluído naquela edição especial limitada que esteve a venda no site oficial.

Max Dodson realmente teve um privilégio muito grande de conseguir entrar na vida dos meninos de uma forma que todos nós fãs gostaríamos. Aqui , nesta reportagem ele fala desses momentos vividos , das fotos que ele tirou e dos momentos incríveis que ele vivenciou ao longo dos meses que ele esteve com os ‘Divos’.

Houve uma foto que apareceu na rede, onde o Sébastien está ao piano com uma criança ao fundo, Max comenta sobre este momento e fala que as crianças tomaram parte deste episódio, então acho que podemos concluir que o menino da foto é realmente o Lucca.

Boa leitura, esta introdução ficou magnifica mesmo, só atesta o que todos nós já sabemos de cor e salteado, eles são realmente o máximo. Acompanhem…

Re*

_________________________________

Wicked Game: Foreward by Max Dodson

Wicked Game: Prefácio por Max Dodson

Fonte
Tradução: Regina Vieira

For the past four-and-a-half months, I’ve been hugely fortunate to spend time photographing the most intimate sides of Il Divo, following them backstage at shows, on the road and in the recording studio, but also in their personal lives, spending time with them at home and with their families.

Nos últimos quatro meses e meio, eu fui extremamente feliz por passar um tempo fotografando as facetas mais íntimas do Il Divo, seguindo-os nos bastidores dos shows, na estrada e gravando no estúdio, mas também em suas vidas pessoas, passando um tempo com eles em casa e com suas familias.

To really produce something unique and special, I’ve been spending a lot of time with each member of the group separately, which has been an incredibly special experience. Getting to know them as individuals and not just as ‘Il Divo’ has been a real treat. I’ve been privileged enough to be allowed to go to their houses, letting me not just into their lives, but delve deep into their private lives with their families, getting to do the type of pictures that they’ve never done before and in a way that no one has ever seen before.

Para realmente realizar algo único e especial, eu passei um bom tempo com cada membro do grupo separadamente, o qual foi uma experiência incrivelmente especial. Conhecendo-os como indivíduos e não somente como “Il Divo” tem sido uma real recompensa. Eu fui privilegiado o suficiente para ter permissão de ir até suas casas, deixando-me não apenas entrar em suas vidas, mas entrar fundo em suas vidas privadas com suas famílias, conseguindo realizar o tipo de fotos que eles nunca fizeram antes e vê-los de uma forma que ninguém os viu antes.

You don’t often get the chance when you work with artists to see the ‘other’ side, and that’s what’s been different with these boys, we get to see their whole lives – not just what they do when they’re singing with Il Divo.

Você não tem frequentemente a chance quando você trabalha com artistas de ver o “outro” lado, e isto é o que foi diferente com estes rapazes, nós conseguimos ver suas vidas inteiras – não apenas o que eles fazem quando eles estão cantando com o Il Divo.

With Sebastien, we spent the day wandering the antique flea markets in Paris, which is what he likes to do. We also spent a lot of time hanging at his home in London with his family and his gorgeous children… he played the piano and the children joined in, and I was able to capture those moments.

Com Sébastien, nós passamos o dia vagando o antigo mercado das pulgas (quinquilharias) em Paris, que é o que ele gosta de fazer. Nós também passamos um tempo em sua casa em Londres com sua família e suas lindas crianças… ele tocou piano e as crianças tomaram parte, e eu fui capaz de capturar aqueles momento.

I went to Urs’s lovely country house in the south of France and shot him on his Harley Davidsons. He is renovating a beautiful place there and we spent the day together, took some wonderful pictures and had a nice evening meal.

Eu fui na adorável casa de campo de Urs no sul da França e o fotografei em sua Harley Davidson. Ele está reformando um lugar lindo lá e nós passamos o dia juntos, tiramos algumas fotos maravilhosas e tivemos refeição matinal agradável.

With David, I flew to Detroit where I photographed him performing an opera which was magical, it was just a fantastic testament to his talents. We then travelled to his home in New York and had a brilliant day walking the streets of Manhattan.

Com David, eu voei para Detroit onde eu o fotografei apresentando uma opera o que foi mágico, foi simplesmente fantástico a confirmação do seu talento. Nós então viajamos para sua casa em Nova York e tivemos um dia brilhante andandos pelas ruas de Manhattan.

I went to Madrid and hung out with Carlos there in the beautiful town with his family and friends and did some wonderful pictures in the Ritz in Madrid. It’s been a real mix of settings and experiences which I think adds to the richness and diversity of these pictures.

Eu fui para Madrid e passei um tempo com Carlos lá em sua bonita cidade com sua família e amigos e fizemos fotos maravilhosas no Ritz em Madri. Foi realmente um misto de cenários e experiências o qual eu penso acrescenta uma riqueza e diversidade a estas fotos.

It has been incredible because there are not many artists that will give you that trust. The whole photographer/artist relationship has to be based on trust, and that’s something between us that has been built up over a period of time. It’s made me see them in a different light, and it’s made me shoot them in a different way too. Having met them on a personal level I now see different things about them which comes across in these much more intimate photographs. They are my favourite band to work with, I just have so much fun shooting them because they are so professional and so talented. They are the best in the world at what they do – nobody else comes close.

Foi incrível porque não há muitas artistas que te dão esta confiança. Todo o relacionamento fotógrafo/artista boi baseado na confiança, foi algo que entre nós que foi fortalecido após um periodo de tempo. Me fez vê-los sob uma luz diferente, e me fez fotograf-alos de formas diferente também. Tendo –os encontrado num nível pessoal eu agora vejo coisas diferentes sobre eles as quais cruzam com estas fotos mais íntimas. Eles são minha banda favorita para trabalhar junto. Eu simplemente me diverti fotografando os porque eles são muito profissionais e muito talentosos. Eles são os melhores do mundo no que eles fazem – ninguém chega perto.

What I think makes their success is that they’re all so incredibly different, and that diversity is also what makes them get on so well. You have David, who is a fantastic opera star in his own right, and is very strong and knows what he wants. Then there’s Carlos, who’s been a child star since the age of seven and so is just ‘Mister Showbiz’ – such a professional and knows everything about the industry, which is amazing to watch. Then you’ve got Sebastien, who used to be a pop singer in France, who’s very laid-back and he’s the funny guy, always keeping everybody on their toes, he’s light hearted and so charming and charismatic. Then you’ve got Urs, who’s slightly reserved but just so beautifully mannered. He’s more introverted and quieter, reflects upon things maybe more than the others but at the same time he knows what he wants and has a very strong mind.

O que eu acho que os faz um sucesso é que eles são realmente e incrivelmente diferentes, e esta diversidade é também o que os faz se darem tão bem. Você tem David, que é uma estrela fantástica da ópera a sua maneira, e é muito forte e sabe o que ele quer. Então há Carlos, que é uma estrela desde criança aos sete anos e então ele é “Senhor Showbiz” – muito profissional e sabe tudo sobre a indústria, o que é incrível de se observar. Então você tem Sébastine, que foi um cantor pop na França, que é muito despreocupado e ele é um cara engraçado, sempre mantendo todo mundo sobre em seus pés, ele é alegre e muito charmoso e carismático. Então temos Urs, que é levemente reservado mas tão lindamente bem educado. Ele é mais introvertido e quieto, reflete mais sobre as coisa talvez mais do que os outros mas ao mesmo tempo ele sabe o que ele quer e tem opinião forte.

Those dynamics are wonderful because they’re four very different personalities that when they are brought together, the dynamic it creates is what makes Il Divo so good. If they were all the same I don’t think they would always strive so hard to get better, but that’s what they do. They seem to get better and better. When you see them sing live… I’ve never met anyone who said that they didn’t enjoy it, it’s just incredible.

Estas dinâmicas são maravilhosas porque eles são quatro personalidades muito diferentes quando foram reunidos, a dinamica que os criou que fez Il Divo tão bom. Se eles fossem iguais eu não acredito que eles aspirariam tanto conseguirmelhorar, mas é o que eles fazem. Eles parecem conseguir ficar melhor e melhor. Quando você os vê cantar ao livo… Eu nunca encontrei ninguém que tivesse dito que eles não se divertiram, é apenas incrível.

As well as spending time with them in their personal lives, I’ve also been spending a lot of time travelling the world with them, photographing them playing live and laying down tracks in the studio. Another thing I really wanted to try and capture in these photographs is just how incredibly hard they work. When they’re on the road, they don’t have the luxury of being able to lie in because they’ve got to fly in to wherever it is they’re going, get straight to work, do press, meet people from their local labels and rehearse for the show. It’s non-stop for them. I ended up becoming part of the furniture. As a result, I’ve been privy to lots of things they wouldn’t normally show to outsiders and have been able to document some of those rare stolen moments.

Assim como passar um tempo com eles em suas vidas privadas, eu também passei um bom tempo viajando o mundo com eles, fotografando-os ao vivo e repassando as canções no estúdio. Uma outra coisa eu realmente quis tentar e capturar nestas fotografias é mostrar quanto eles trabalham duro. Quando eles estão na estrada, ele não tem o luxo de poder descansar porque eles têm que voar para onde quer que eles tenham que ir, ir direto ao trabalho, atender imprensa, encontrar pessoas da gravadora local e ensaiar para o show. Não tem parada para eles. Eu acabei me tornando parte da mobília. Como resultado, eu fiquei inteirado de muitas coisas que eles normalmente nao mostrariam para pessoas de fora e ter sido possível documentar parte desses raros momentos roubados.

As a photographer, when you do special jobs like these, you always remember them and when I work with these guys, I always leave with a smile on my face. They are so incredibly amusing and I think that’s one of the keys to their success in that although they work so hard they know when to let go and just have a laugh, and become almost like four teenage boys together. They really do enjoy each others’ company so much. And that’s what’s so great, when you get those moments of them just laughing over a silly joke or something – there’s that closeness they have and when you take those kind of pictures and you capture those moments, it’s totally real.

Como fotógrafo, quando você faz trabalhos especiais como este, você sempre lembra deles e quando eu trabalho com estes rapazes, eu sempre saio com um sorriso no rosto. Eles são realmente incrívelmente divertidos e eu acho que isso é uma das chaves do sucesso deles embora eles trabalham duro eles sabem quando relaxar e apenas rir, e se tornarem quase que quatro garotos adolescentes juntos. Eu realmente apreciei muito a companhia de cada um. E isso é que é o máximo quando você os pega apenas rindo de alguma piada tola ou alguma coisa – há aquela proximidade que eles têm e quando você consegue este tipo de fotografia e captura esses momentso, é totalmente real.

Like the famous Rat Pack pictures of Sinatra, Dean Martin and Sammy Davis Jr, I think there’s that authenticity that makes a lot of these pictures – you can’t force that kind of thing. When you do try, it’s obvious that you’ve forced it. For me, when they are dressed up in their suits and they’re backstage and the atmosphere is electric, that’s my favourite time, because they look so iconic in the tuxedos. You just get these great shots. It’s reminiscent of how I imagine it would have been shooting in Vegas in the 60s, and that’s wonderful. To be able to mix that up with them at their houses where they’re totally relaxed and there’s no pressure is really nice, to have those two extremes. In terms of capturing an image I think the pictures look like they were taken 50 years ago, and I think that’s a lot to do with the tuxedos, because that look is just so classic.

Como as famosas fotos do clã de Sinatra, Dean Martin e Sammy Davis Jr, eu acho que há aquela autenticidade que faz um porção dessas fotos – você não pode forçar este tipo de coisa. Quando você realmente tenta, fica óbvio que voce forçou isso. Para mim, quando eles es~toa vestidos em seus terno e eles estão nos bastidores e a atmosfera é elétrica, que é minha hora favorita, porque eles parecem tão convencionais de smoking. Você só obtem fotos fantásticas. Seria memorável de como eu imagino que teria sido fotografar em Vegas nos anos 60, seria incrível. Ser capaz de me misturar com eles em suas casas onde eles estão totalmente relaxados e não pressão é muito agradável, ter estes dois extremos. Em termos de captura de imagem eu acho que as fotos parecem ter sido tiradas a 50 anos atrás, e eu acho que tem muito a ver com smoking, porque este look é muito clássico.

I had expectations of what I wanted to achieve with them. All of the references that I initially spoke to the record label about were of old Italian movies; Fellini movies and Visconti movies which I’m a huge fan of. I wanted to photograph the guys in a way that wasn’t cheesy, in a way that was real and iconic. I had certain expectations of what I wanted to achieve but at the same time because I wasn’t in control of anything, there’s inevitably a lot of hanging around waiting to get that moment, to capture something that I want other people to see.

Eu tinha expectativas do que eu queria obter com eles. Todas as referências que eu inicialmente falei para a gravadora eram cerca de velhos filmes italianos; filmes de Fellini e Visconti dos quais eu sou grande fã. Eu queria fotografar os rapazes de uma forma que não fosse brega, de uma forma que fosse real e convencional. Eu tinha certas expectativas do que eu queria alcançar mas ao mesmo tempo eu não estava em controle de nada, há inevitavelmente um tempo gasto esperando aquele momento, para capturar algo que eu queria que outras pessoas vissem.

There will always be images you’ve left out, there are always ‘if onlys’ and ‘what ifs’, but I think I got some fantastic material, and some really great images. They look like the stars they really are, and I’m delighted with that. I hope you have as much fun looking at them as I did taking them.

Sempre haverá imagens que você deixou de for a, haverá sempre os “se”, mas eu aco que consegui um material fantástico, e algumas imagens incríveis. Eles parecem as estrelas que eles realmente não, e eu fiquei maravilhado com isso. Eu espero que vocês se divirtam tanto olhando para elas quanto eu de tê-las tirado.

Max Dodson

August 2011

Read Full Post »

*——————-*

Carlos Marin, David Miller, Sébastien Izambard e Urs Buhler estão absolutamente maravilhosos nas fotos a seguir.
Confiram!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Older Posts »

Gustavo Relo Piva - Nutricionista em Jundiaí

Atendimento particular e convênio Doctor Prime - Alimentação de verdade, para gente real!

STRESSEACIDADE

Lifestyle & Slow Living

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

%d blogueiros gostam disto: