Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cd’

Il DIVO LANÇA CD COM OS MAIORES SUCESSOS

ALTSOUNDS
AUTOR: Jack 
6 de setembro de 2012
Tradução : Regina Vieira

O primeiro e único lançamento de sua coleção de maiores sucessos do Il Divo para comemorar oito anos de sucesso global sem precedentes, será lançando em 26 de Novembro pela Syco com quatro canções novas.

O primeiro e ainda o melhor grupo clássico crossover do mundo – Urs Bühler, Carlos Marin, David Miller e Sébastien Izambard – venderam mais de 26 milhões de álbuns, desfrutaram de mais de 50 posições de número 1, registraram 160 discos de ouro e platina pelas vendas em mais de 33 paises e apresentaram 4 turnês mundiais.

(link no texto original para os comentarios da canção Sempre Sempre)

Il Divo tem estado numa jornada sensacional desde o lançamento de seu primeiro álbum que explodiu em Novembro de 2004 , criando sua história musical e cimentando seu lugar como os primeiros artistas do gênero clássico crossover. Sua habilidade que mistura clássico com pop tem feito deles superastros mundiais. Em maio último o Classic Brit consagrou o Il Divo com o prestigioso prêmio de Artistas da Década reconhecendo-os como pioneiros de um novo gênero de música.

Seu segundo álbum Ancora, lançado em Novembro de 2006 na Inglaterra ampliou seu sucesso quando ele foi lançado nos Estados Unidos em Janeiro de 2007, ele foi direto para a primeira colocação nas paradas de sucesso da BillBoard, um feito até agora não repetido por nenhum artista clássico ou crossover.

Deste modo eles se tornaram um fenômeno de turnês global, com sua primeira turnê mundial com ingressos completamente esgotados, cantaram em 68 cidades através de 18 países em 2006. Seguido do prêmio de Revelação da Billboard para uma das maiores e mais lucrativas turnês em 2009, sua quarta e atual turnê mundial tem apresentado incríveis 134 shows em 46 países em 6 continentes neste ano.

Sua impressionante carreira não conhece limites. Os pontos mais altos incluem apresentação na abertura e encerramento da Copa Mundial de Futebol em 2006, turnê especial como convidados especiais de Barbra Streisand, uma apresentação especial em 2009 para o Presidente Obama na Inauguração do Baile Púrpura e mais cedo este ano um concerto especial sua magestade a Rainha Elizabeth em sua comemoração do Jubileu de Diamante no Castelo de Windsor.

O ‘Greatest Hits’ (os maiores sucessos) do Il Divo será lançado como uma edição padrão de 18 faixas de um CD e um segundo CD presenteável . Muitas das faixas foram escolhidas por suas fãs ao redor do mundo e incluem favoritas como Somewhere, Unbreak My Heart, Unchained Melody e Adagio. Eles também gravaram quatro faixas novas especialmente para este lançamento: My heart will go on (em italiano), I will Always love you ( em espanhol), Can’t help falling in Love (em inglês) e Alone (em espanhol).

A edição do CD presenteável apresenta 13 faixas adicionais (veja lista completa das faixas). Um edição de luxo também estará disponível contando com 7 CDs, 5 DVD’s, um livro de capa dura, óculos de ópera comemorativas numa embalagem de veludo bordada do Il Divo.

“Eu estou orgulhoso desta edição Greatest hits”, diz Carlos. “ Eu amo cada canção , me faz lembrar de tudo que nós conquistamos, de estarmos juntos por tantos anos, ainda vendendo muitos álbuns, apresentando muitos concertos e fazendo músicas maravilhosas juntos. É simplesmente fantástico ter as pessoas nos apoiando e apreciando o que nós temos feito por tanto tempo. É o amor da minha vida.”

Urs diz “ Como um cantor você nunca pode ter como garantido o que você faz, cada nota é um ato balanceado. Mas toda noite eu piso no palco muito orgulhoso do que nós fazemos. Eu aprendi muito nestes últimos 8 anos, tive muitas experiências maravilhosas e apreciei cada momento. Este lançamento do Greatest hits para nós e esperamos para nossos fãs marca o que tem sido esta incrível jornada.”

Fãs em todo mundo concordam de todo coração com estes sentimentos.

Esta bonita mistura de vozes têm sido largamente imitada desde o princípio mas nunca superado. Há somente um único original. Há somente um único Il Divo.

Lista completa dos CDs – The greatest hits:

Edição Padrão

1. ‘My Heart Will Go On’*

2. ‘I Will Always Love You’ *

3. ‘Can’t Help Falling In Love’*

4. ‘Alone’*

5. ‘Unchained Melody’

6. ‘Amazing Grace’

7. ‘Hero’

8. ‘Unbreak My Heart’

9. ‘Somewhere’

10. ‘Passera’

11. ‘All By Myself’

12. ‘Mama’ ‘

13. ‘Adagio’

14. ‘Without You’

15. ‘Caruso’

16. ‘Don’t Cry For Me Argentina’

17. ‘My Way’

18. ‘Time To Say Goodbye’

* canções novas

Edição presenteável

Disco 1 com 18 faixas como na edição padrão + Disco 2

1. ‘Nights In White Satin’

2. ‘Nella Fantasia’

3. ‘Ave Maria’

4. ‘La Vida Sin Amor’

5. ‘Everytime I Look At You’

6. ‘The Power Of Love’

7. ‘You Raise Me Up’

8. ‘Crying’

9. ‘She’

10. ‘Hallelujah’

11. ‘Pour Que Tu M’aimes Encore’

12. ’ The Impossible Dream’ (live)

13. ‘O Holy Night’

Edição Deluxe

Uma retrospectiva completa do trabalho da banda , contendo 7 Cds, 5 DVDs, um livro de capa dura e óculos de ópera comemorativos embalados numa embalagem do Il Divo de veludo bordado. Este está limitado a 3000 unidades autografadas.

Por favor notem que a lsita de faixas pode estar sujeito a mudanças.

Read Full Post »

Precisava de um desses, como Hermione Granger, em Harry Potter, haha!

Oi, pessoal! Faz tempo que não posto notícias aqui, mas o tempo andava curto e a Re estava colocando as traduções todas na página do Liberté, no Facebook. Além disso, tenho colocados as principais notícias, vídeos e fotos sobre eles lá, devido a facilidade de compartilhamento.

No entanto, é meu desejo imenso voltar a publicar regularmente com o blog, que é um meio aberto e acessível a muito mais pessoas, sem deixar de cuidar da página por lá. Projetos, projetos, vamos levando conforme a disponibilidade de tempo.

Espero contar com vocês, aqui e lá!

Vamos aos detalhes publicados na semana passada sobre a gravação do novo álbum Il Divo, anunciado por Carlos Marin via redes sociais, para surpresa de todos, há duas semanas.

______________________________________

REPORTAGEM IL DIVO 
3 de Julho de 2012
Por : Nora Marin
El Universal
Tradução: Regina Vieira

O quarteto gravou no país em seu estilo musical para o próximo álbum, com alguns convidados.

Canções que não são tradicionais para o Il Divo e alguns convidados serão apresentados pelo grupo no seu próximo álbum, parte do qual está sendo gravado no Mexico.

“É um álbum que será lançado em breve, com alguns convidados. Todos estão curiosos, mas nós não podemos falar muito sobre isso porque nós não o concluimos. Há canções mexicanas que não são canções tradicionais para o Il Divo e há muitas formas de gravação.

Il Divo está muito entusiasmado, cada uma tem diferentes nuances, arranjos, vocais e cada um de nós tem maneiras diferentes de cantar uma música e isso é que aparecerá”, diz David.

O quarteto de Urs, Sébastien, Carlos e David oferecerá uma série de concertos no país ontem {2/7} Monterrey, Guadalajara, Puebla e Cidade do México em 7 e 8) como parte da turnê do Il Divo e Orquestra.

“Será um show com 30 músicos, um show que está mais perto do público, haverá canções antigas, assim como canções do último álbum, Wicked Game, para um show de aproximadamente duas horas, com videos de fundo, muito o estilo Il Divo e Orquestra”, diz Carlos.

Depois de quase 9 anos, diz Sébastien, os cantores de “Unbreak my Heart (Regresa a Mi)” aprenderam a concordar e tomar decisões sem prejudicar os quatro egos.

“Na maior parte do tempo, toda decisão que nós tomamos é resultado de um acordo, discussão, depois de 6 álbuns nós sabemos o que nós gostamos e o que não, nós temos também experiência.”

E a experiência também os ensinou errado, saber e ainda ser supreendido toda vez que eles entram num estúdio de gravação, explica Urs.

“Sempre acontece quando você está gravando, não saber o que irá funcionar ou não, algumas vezes você se surpreende. Você vai para o estúdio e todo mundo diz: a canção não está adequada, este arranjo não é o ideal, talvez é isso mesmo e algumas vezes você vai para o estúdio e a atmosfera é propícia. Aconteceu no último álbum, “The Promise”, com “Adagio”, eu disse: eu odeio isso, não vai funcionar, hoje eu acho que foi a melhor música que fizemos” diz o cantor de origem Suiça, que foi surpreendido por um prato mexicano que lhe foi oferecido na Inglaterra.

“Foi servido gafanhotos, foi dito que era uma especialidade Mexicana e disse,” eu sinto muito, eu não posso”, eu sinto que os insetos estão olhando prá mim”, ri ele.

Fans amigáveis

Os cantores, que antes fizeram projetos solo, asseguram que não há problema de gerenciar a fama.

“Como somos muito normais e com os pés plantados na chão, nós sabemos que isso é parte do négocio da música, mas fama é como uma roda (roda da fortuna), ela sobe e desce.

Nós somos cautelosos sobre isso. E se uma pessoa quando chega a fama se acha que é muito, é tolo, é uma trabalho como qualquer outro”, diz Carlos , de origem espanhola, Sébastien (da França) acrescenta, os fans respeitam os limites, ajudando-os a levar a carreira suavemente.

“Algumas vezes acontece (quando eles invadem o espaço), mas os fãs sabem da vida de cada um de nós e respeitam nossa privacidade, nós o manejamos perfeitamente”, diz Sébastien, que já experimentou o mezcal* nesta visita ao país.

Depois de passar pelo México, o grupo que tem feito o crossover da ópera para o pop continua a turnê pelos Estados Unidos e Canada, e então viajam para a Europa Oriental, para países onde eles eles já cantaram antes.

* Mezcal é um tipo de bebida alcoólica tal como a tequila que é feita do sumo fermentado do agave. É uma bebida mais rústica que a tequila. 

tequila.

Read Full Post »

ENTREVISTA IL DIVO
DATA: 2.02.2012
AUTOR: Nick Milligan
TRADUÇÃO: Regina Vieira

Os excelentes rumos do Il Divo

IL DIVO: Carlos Marin, Urs Bühler, Sébastien Izambard e David Miller. O grupo se apresentará no Hunter Valley este mês.

Quando a personalidade da TV Simon Cowell abordou a estrela pop Francesa Sébastien Izambard para juntar-se a um grupo ópera crossover que ele estava criando chamado Il Divo, a reação do cantor foi simples.

“Eu pensei ‘de jeito nenhum’, disse Izambard de sua casa em Londres. “Eu não pensava ser algo certo para mim”.

Apesar de seu tremor – e sem treinamento clássico – Izambard aceitou o convite de Cowell para um teste.

Lá ele ouviu as vozes do baritono Espanhol Carlos Marin, do tenor Americano David Miller e do tenor Suiço Urs Bühler.

“Eu pensei que o som era um pouco estranho para mim – Eu não sabia como eu iria me adaptar, “ relembra Izambard.

“Mas por alguma razão quando nós começamos a cantar, algo mágico aconteceu. Algo que não tinha sido feito antes.”

“Eu acho que foi por isso que fiquei entusiasmado.”

“Nós encontramos um nicho para alguma coisa que não existia e por isso é fantástico fazer parte disso”.

Izambard juntou-se ao Il Divo, e Cowell, que estava dirigindo sua própria gravadora a Syco, tinha uma outra estória de sucesso em suas mãos.

Seu album auto intitulado de 2004, que incluia um popular cover de Toni Braxton “Unbreak My Heart”, transformou os quatro cantores num fenômeno global.

Até agora, Il Divo vendeu mais de 26 milhões de álbuns.

Em novembro o grupo lançou seu sexto álbum de estúdio, Wicked Game, com sua trilha título um cover de uma balada ardente de Chris Isaak.

Quando Cowell sugeriu a canção para a banda, Izambard tinha reservas.

“Eu amo a canção e eu pensei, ‘wow’, isto será (som) realmente, realmente estranho”.

“Mas nós fomos para o estúdio e a mesma surpresa apareceu; como em Unbreak My Heart oito anos atrás – combinou maravilhosamente bem.”

“Quando eu ouvi a demonstração com a combinação de nossas vozes, eu achei que ficou brilhante”.

Enquanto Wicked Game surgiu para combinar os arranjos vocais poderosos do quarteto Il Divo, Izambard admite que nem todas as canções particularmente funcionam para o grupo – assim eles frequentemente traduzem as letras para o Italiano.

“Em geral nós tentamos uma porção de músicas e algumas não entram no álbum” diz Izambard.

Nós tentamos “I don’t want to miss a thing” (do Aerosmith) e não deu certo.

“Poderia ser a tradução – nós tentamos uma canção de Christina Aguilera mas era muito prolixo e não funcionou.”

“Algumas vezes a magia não está ali – talvez seja apenas nós que não a encontramos, ou talvez ainda a canção que é assim”.

Este mês Il Divo viajará para a Australia para se apresentar, com um show marcado no Hope Estate nos vinhedos de Hunter Valley.

Izambard mau pode esperar – especialmente porque a Austrália tem um significado especial para ele.

Enquanto estava em turnê por aqui em Outubro de 2004, o cantor sucumbiu pela publicitária da gravadora australiana Sony BMG do Il Divo.

Izambard agora tem três filhos com a garota australiana Renee Murphy e diz que ele adoraria viver e trabalhar no país natal dela.

“Enquanto nós estivermos aqui em Fevereiro eu gostaria de tentar olhar as casas, “ revela Izambard.

“Em 2013 eu gostaria de tentar mudar para a Australia.”

Além dos planos de viajar em volta do globo, Izambard mantém seus olhos na televisão.

Ele se apresentou no palco em musicais e teatro e espera atuar mais adiante quando houver uma pausa na agenda do Il Divo.

“Eu tenho feito uma porção de aulas e aconselhamentos, porque eu realmente gostaria de atuar um pouco”, diz ele.

“Eu tenho estado na TV aqui na Inglaterra como juiz convidado e eu realmente, realmente gostei, então eu gostaria de fazer algo na TV na Australia.”

“Eu acho que nós todos gostaríamos de fazer alguns projetos individuais. Eu penso que é nossa meta – crescer como um grupo assim com pessoalmente.”

*Il Divo se apresentará no Hope Estate no Sábado, 18 de fevereiro, com ingressos disponíveis através do Ticketmaster.

O Maitland Mercury tem dois ingressos para distribuir na edição de quinta-feira.

Para ter chances de ganhar simplemente preencha o cupom anexo e retorne o para o escritório da Mercury até quarta-feira. Wicked Game agora disponível pela Sony Music.

Read Full Post »

ANÚNCIO DISCO DE OURO
VERSÃO ORIGINAL
VERSÃO EM INGLÊS
DATA: 26.01.2012
TRADUÇÃO: Regina Vieira

With 15,000 units sold in Switzerland, the album “Wicked Game” has earned Il Divo a gold award. Sony Music Entertainment Switzerland now used a performance of classical crossover formation in the TV show “Benissimo” to the hand over the awards to the tenors. The international quartet, which consists of Urs Buhler, a Swiss, published “Wicked Game” in November 2011, three years after a break. In Swi…tzerland, the album took third place in the charts in Germany, and was ranked 28th when they were handed the Gold Award (from left to right): Maurizio Dottore (Director of Marketing & A & R Sony), Urs Buhler (Il Divo), Beat Milter (Product Manager, Sony), David Miller (Il Divo), Julie Born (General Manager, Sony), Sebastien Izambard and Carlos Marin (Il Divo both) and Alex Sigrist (Promotion Manager Sony).

________________________________

TRADUÇÃO

Com 15.000 unidades vendidas na Suiça, o álbum “Wicked Game” o Il Divo ganhou o prêmio disco de ouro. A Sony Music da Suiça usou a performance do grupo de formação clássico crossover no show de TV “Benissimo” para entregar o prêmio aos tenores. O quarteto internacional, que é composto por um Suiço, lançou “Wicked Game” em Novembro de 2011, depois de uma pausa de três anos. Na Suiça, o álbum pegou o terceiro lugar nas paradas de sucesso na Alemanhã, e foi classificado em 28º quando eles foram premiados com o disco de Ouro (da esquerda para a direita): Maurizio Dottore (Diretor de Marketing & A & R da Sony), Urs Bühler (Il Divo), Beat Milter ( Gerente de produto da Sony), David Miller (Il Divo), Julie Born ( Gerente Geral da Sony), Sébastien Izambard e Carlos Marin (ambos Il Divo) e Alex Sigrist (Gerente de Promoção da Sony).

Read Full Post »

ENTREVISTA URS BUHLER
ASSUNTO: Wicked Game, novo álbum
DATA: 20.01.2012
TRADUÇÃO: Regina Vieira

Il Divo, os quatro magníficos do pop ópera,

de volta com novo álbum

Il Divo é discutivelmente o mais notável grupo crossover do mundo. Combinando música clássica com canções românticas populares e alcançando a marca de mais de 25 milhões de álbuns vendidos mundo afora, o quarteto fenomenal é mais conhecido por sua reinterpretação de canções de amor.

Agora surgiram com o retrabalho de um clássico de Chris Isaak dos anos 90 “Wicked Game” – e muito mais.

Il Divo lançou “Wicked Game”, é o sexto álbum de estúdio, em Novembro de 2011 através do selo da Sony Music. O álbum também inclui a bela reinterpretação de “Crying” de Roy Orbison’s e “Adagio para cordas” de Samuel Barber.

Mas o mais importante de tudo, “Wicked Game” é muito mais rico e profundo que os álbuns anteriores. Carlos Marin, Sébastien Izambard, David Miller e Urs Bühler retornam com seu álbum mais dramático desde sua estréia em 2004.

O tenor suiço Bühler do quarteto fala sobre o novo álbum e a brilhante carreira do Il Divo numa entrevista online recente:

Urs Buhler fala sobre o novo álbum Wicked Game

Repórter: Como você descreve “Wicked Game, o álbum?

URS BUHLER: Eu digo com confiança que é o melhor álbum que nós já fizemos. O melhor repertório – Eu posso ouví-lo inteiro do começo ao fim e ouví-lo novamente e nunca perder o interesse. O melhor vocal de todos – nos tornamos mais ricos e mais maduros e nossa experiência com cada album que nós gravamos e a cada concerto que cantamos. Nós tivemos também uma maior participação no mix e produção das faixas desta vez do que em qualquer outra gravação. Finalmente os arranjos da orquestra verdadeiramente acrescentaram outra dimensão para este álbum. É muito rico e dramático e até sombrio algumas vezes – o que eu gosto muito.

Repórter: “Wicked Game” já é o quinto álbum que chega no top 10 das paradas de sucesso nos Estados Unidos . Você acha que este feito tem relação com a escolha de canções altamente emocionais?

URS BUHLER: Eu acho que nosso sucesso tem a ver com uma porção de coisas. A escolha do repertório é definitivamente crucial. Mais importante é a configuração única da banda com quatro cantores singulares, quatro vozes distintas e quatro experiências culturais e musicais diferentes, e é claro o jeito como nós interpretamos as canções. Nós somos músicos muito apaixonados e nós somos perfeccionistas.

Repórter: Em seu album há reinterpretação da canção “Wicked Game” de Chris Isaak de 1991, “Crying” de Roy Orbison e “Adagio for strings” de Samuel Barber. Qual delas você acha que é mais romântica?

URS BUHLER: Se você me pergunta da mais romântica, então eu votaria para “Come What May”. Não era minha canção favorita quando nós começamos no estúdio, mas agora tendo passado muito tempo nos arranjos e gravando-a e também tendo apresentado-a ao vivo no Coliseu de Londres em Agosto último, me arrebabou completamente. As melodias são bonitas e interessantes e a evolução emocional do início da música até o extase final é uma completa estória de amor em si.

Repórter: Seus feitos também levam para um tipo de som novo, combinando música clássia com pop. Você acha ques isto por ser um meio para artistas clássicos alcançarem uma audiência maior?

URS BUHLER: Eu não sei se há um (certo) jeito para fazer isso, mas certamente é um bom meio de fazer mais audiência “curiosos-clássicos”. Com o jeito com que nós introduzimos o som da voz clássica, o que para um ouvido destreinado pode soar inatural as vezes, para o público é familiar um tom de 3 a 4 minutes de duração , nós quebramos um pouco as barreiras que as pessoas têm quando ouvem ópera. As pessoas sempre pensam que você tem que conhecer ópera antes de começar a apreciá-la, e que você tem que ouvir uma ópera completa de três atos. Mas isso não é ocaso. Todos podem tirar de um repertório clássico o que ele ou ela gosta. E eu gostaria de encorajar todo mundo a procurar por ai porque tudo é muito rico e bonito.

Repórter: Il Divo vendeu mais de 25 milhões de álbuns e no ano passado vocês foram honrados com o prêmio de Artistas da Década no Classic Brit. O que mais é esperado como aspirações futuras?

URS BUHLER: Eu espero que nós possamos estar por ai por muitos, e muito mais anos ainda, fazer boa música, ir além de nossos límites mais e mais, e alcançar quanto mais pessoas com nossa música quanto possível; fazê-las sorrir, fazê-las felizes. Eu amo o que estou fazendo, e eu gostaria de dividí-lo com todo mundo. Numa obervação puramente ambiciosa? Eu gostaria que nós fôssemos os artistas mais influentes naquilo que estamos fazendo. Em décadas por vir, quando as pessoas falarem sobre clássico crossover no começo do secúlo 21, eu gostaria que eles falassem sobre o Il Divo.

Repórter: Nós podemos dizer que o aparecimento do Il Divo em 2005 no Oprah Winfrey Show serviu como a maior ruptura na carreira do quarteto? (breakthrough nesse caso é no sentido de um “divisor de águas”)

URS BUHLER: Certamente ajudou enormemente no lançamento de nossa carreira nos Estados Unidos. É uma grande perda para nos que (Winfrey) não está mais no ar. Ela sempre advogou em nossa causa e nós devemos muito a ela.

Repórter: Vocês se juntaram a legendária Barbra Streisand na turnê Norte Americana dela em 2006 como convidados especiais. Como foi trabalhar com ela?

URS BUHLER: Foi um grande privilégio ter a oportunidade de dividir o mesmo palco com uma artísta que é um ícone. Barbra é uma das últimas da velha guarda. Mesmo assim Eu nunca fui um fã particular da música dela, ela é certamente muito impressiva de testemunhar como anfitriã, o modo como ela consegue capturar 25 mil pessoas com cada palavra que ela diz ou canta é simplesmente inspiração suprema. E ela foi muito amável como pessoa também, o completo oposto da reputação que ela tem com certas pessoas.

Repórter: Há algum projeto futuro com alguma orquestra de prestígio?

URS BUHLER: Nossa próxima turnê em 2012 é totalmente baseda na experiência “Il Divo com Orquestra”. Depois de ter feito muitas turnês mundiais com designs de palco e instrumental diferentes, nós queremos ter a música somente como pano de fundo desta vez. Isso não quer dizer que o show não será visualmente bonito; pelo contrário. (Nós estamos trabalhando) com Brian Burke, o diretor de criação conhecido pelo seu trabalho de muito sucesso em shows em Las Vegas “Another Day” (Celine Dion) e “Le Reve” ele tem uma visão e imaginação impressionantes com que ele cria um pano perfeito para a música que nós estamos apresentando junto com uma orquestra de 40 partes.

Repórter: O primeiro sucesso do Il Divo foi “Regresa a mi” – uma re-edição espanhola da famosa canção de Toni Braxton “Unbreak my heart”. Por que voce acha que esta canção fez tanto sucesso em tocar milhões de pessoas ao redor do mundo?

URS BUHLER: Para ser honesto, eu acho que o segredo reside na geniosa modulação dos versos para o coro… mas é um pouco técnico também. A (chave de seu sucesso) imagem de “unbreaking (inquebrável)” um coração quebrado, o que eu tenho certeza todo mundo já experimentou e desejou haver um meio de “inquebrá-lo” , também é um maravilhoso traço de criatividade de (compositor) Diane Warren. Último mas não finalmente, Toni deu tudo de si, assim como nós fizemos do nosso próprio jeito. Uma canção é uma canção, sobe e desce com o artista que está apresentando-a.

Repórter: Você estava dizendo que o album “Wicked Game” reflete a evolução pelo qual o Il Divo passou. Como você descreve esta evolução?

URS BUHLER: A música neste album é mais rica, profunda, mais dramática. Nós gastamos um bom tempo nos vocais e em seus arranjos. Em certos dias nós voltamos ao tempo que gravávamos nosso primeiro álbum com uma porção de regravações e re-arranjos, tentando coisas diferentes. Que, entre outras, é uma das razões de termos demorado tanto para terminá-lo.

Nosso novo maestro (arranjador), Karl-Johan Ankarblom, é claramente um passo em nova direção. Sua influência da TV e cinema são claramente audíveis e tornam o som do novo álbum muito rico e cinemático. Ademais, muitas adaptações de peças instrumentais clássicas nós apresentamos em “Wicked Game” “Dove l’amore” e “Senza Parole”, apenas para mencionar duas delas, são para mim um caminho muito interessante para o novo repertório do Il Divo.

***

Read Full Post »

ENTREVISTA SÉBASTIEN IZAMBARD
ASSUNTO: Wicked Game, novo álbum
DATA: 28.12.2011
TRADUÇÃO*: Regina Vieira

*A entrevista estava originalmente em holandês e a versão em inglês foi extraída do blog Night wants to forget.

Seguido do álbum “Wicked Game” que está agora nas lojas, Site-Showbizz fala com Sébastien Izambard do Il Divo

O concerto no Sportpaleis em Antuerpia está previsto para março, 29, mas o Wicked Game do Il Divo é o novo álbum já nas lojas. O quarteto de cantores internacionais tem trazido ópera desde 2004 de uma forma acessível e dá todos as canções pop favoritas um toque clássico. O barítono espanhol Carlos, o tenor Suiço Urs, o tenor Americano David e o cantor pop Francês Sébastien levam canções como “Don`t Cry for Me Argentina” e “Com Te Partiro” além e proporcionando novamente um tour vocal que os energiza.

Sébastien: “Este é o para mim o melhor álbum do Il Divo. Quando começamos a 18 meses atrás, nós náo tínhamos todas as canções ainda. Nós fomos para o estúdio e náo estávamos satisfeitos com o que nós fizemos. Nós convencemos a gravadora a não lança-lo. Felizmente, eles nos apoiaram e entenderam que seria inútil fazer um álbum que não estava no ponto. Então nós fomos para a Suécia, onde nós tivemos a canção “Wicked Game” e incluímos esta, e que deu ao projeto uma nova direção musical. É tudo mais intenso, profundo e masculino, mais carismático… Eu amo esta dimensão extra de obscuridade que nós náo tínhamos em nossa música. Consequentemente outras canções apareceram: “Stay” da irmã de Shakespeare, “Falling Slowly”do filme “Once”, “Come What May”do “Molin Rouge”…

Showbizz: “Como são escolhidos os covers?

Sébastien: “Nós os escolhemos num acordo com a gravadora. “Crying (Llorando)” foi uma sugestão de minha esposa. Nas séries “Prison Break” ela ouviu a versão de Rebekah Del Rio e ela apareceu com a idéia para a cantora como um dueto a ser incluído. Quando nós sugerimos para a gravadora, eles ficaram imediatamente entusiasmados. Assim como os outros n[úmeros, “Falling Slowly” foi uma idéia nossa, “Wicked Game” foi da gravadora… O ponto é que nós estávamos tentando fazer o melhor álbum, quem escolher qual canção não importa. É um trabalho de equipe para assegurar o melhor resultado”.

Showbizz: “Há alguma canção que voce gostaria de ser gravada e nós não teríamos esperaríamos?

Sébastien: “Nós adoraríamos colaborar com Eminen! Ou P!nK, Lady gaga… Colaborações que estão completamente fora de questão. Pessoas esperam que façamos dueto com Bocelli mas seria divertido trabalhar com algu[em não relacionado com o nosso mundo.”

Showbizz: “Além dos covers, vocês detem também material original. Quando criado, o que faz a canção ser uma canção Il Divo?”

Sébastien: “Apenas um grande canção que é a coisa mais importante. Nós náo estamos procurando por algo que nós achamos ësta é uma canção típica do Il Divo”. Náo há uma receita planejada mas nós sempre escolhemos canções cujas melodias são sucesso, as letras… É por isso que algumas vezes nós náo entendemos o que nós estamos cantando, mas invariavelmente nós traduzirmos nossas canções então nós sabemos sobre o que falam. Um exemplo perfeito é “Senza Parole”, um canção original baseada na “Monlight Sonata” (Sonata da luz da Lua). É realmente mágico e engraçado que as pessoas acham que será um cover. Não, é uma canção nova feita para nós!

Showbizz: “Voces já trabalharm com grande nomes: Celine Dion, Toni Braxton…”

Sébastien: : E Barbra Streisand!

Showbizz: “Como foi trabalhar com elas tão perto?”

Sébastien: “Algo que nunca é obvio. É ótimo! Você só precisa de um beliscão no braço e então nós imaginamos quão sortudo nós somos. Nós estivemos com tanto artistas talentosos… Assim como a algum tempo atrás , num show de TV na Inglaterra, O “The Royal Variety Performance”, e lá nós encontramos muitas pessoas. Hayley Westenra que é minha amiga, Pixie Lott, Cee-Lo Green, Nocle Scherzinger… É um grande bastidor de pessoas talentosas com a mesma paixão de te encontrar!”

Showbizz: “Vocês pertencem a lista de elite…”

Sebastien: “Eu não posso pensar em nós como lista de elite, mas nossa música parece pertencer a este circulo. Eu lhe disse, eu tenho convencido a mim mesmo que isso é real, porque eu nunca senti o que nós já fizemos. É um pouco como Coldplay, eu sempre ouço Chris Martin dizer para ter muito cuidado e obviamente encontrar o sucesso. Eu tenho o mesmo pensamento. Eu não acho que você possa descansar sobre seus louros e achar que você já conseguiu. Então você não está motivado? Tudo é ainda muito surreal para mim e eu aprecio cada momento.”

Showbizz: “Você certamente sabe que vocês tem muitos fãs leais.”

Sébastien: “Absolutamente, Aqui nós temos muita sorte! Nós estivemos a poucos dias atrás na Holanda e as pessoas penduraram postes do Il Divo. Nós temos fãs muito dedicados e eu ouvi que na Bélgica fizeram o mesmo! É inacreditável, há tantos outros artistas e as pessoas não nos esqueceram… É um cliché, mas elas são pessoas que fazem tudo ser possível, porque sem fãs, não há música, não há Il Divo! Especialmente agora “baixar musicas” ilegalmente. É uma doença que fará com que a música desapareça, primeiro os artistas pequenos e depois os grandes. É ótimo que nossos fãs respeitem nosso trabalho e nos apoiem comprando nossa música. Este é o melhor presente que você pode dar para um artista!

***

Artigo original em Holandes (Original article in Dutch – Naar aanleiding van het album “Wicked Game” dat nu in de winkel ligt, sprak de Showbizz-Site met Sébastien Izambard van Il Divo.)

Read Full Post »

ATENÇÃO! ATENÇÃO!
Esta é mais uma fantástica performance de Celtic Woman, parte do seu novo DVD, o Believe.

Saibam tudo a respeito desse lançamento no blog do Breno e da Duda, o CELTIC WOMAN BRASIL.

Vício! Vício!

Read Full Post »

Older Posts »

Gustavo Relo Piva - Nutricionista em Jundiaí

Atendimento particular e convênio Doctor Prime - Alimentação de verdade, para gente real!

STRESSEACIDADE

Lifestyle & Slow Living

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

%d blogueiros gostam disto: